Logo
Projeto Viver Mais
Vida é Saúde e Beleza
 

REFERÊNCIAS BIBLIOGÁFICAS

 

ABOTT DW, ACKERMAN SH, AGRAS WS, BANZHAF D, BARBER J, BARTLETT JC, et al. Practice guideline for eating disorders. Am J Psychiatry. 1993;150:212-24.

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR (Brasil), Diretrizes Assistenciais para a Saúde Mental na Saúde Suplementar., Rio de Janeiro: ANS, 2008.

AJURIAGUERRA, J. Manual de psiquiatria. 3a.ed. Barcelona, Toray, 1976, p.186.

AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION. Position of the American Dietetic Association: nutritional intervention in the treatment of anorexia, bulimia nervosa and binge eating. J. Am. Diet. Assoc., 94 (8), p.902-7, 1994.

AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION. Position of the American Dietetic Association: nutritional intervention in the treatment of anorexia and bulimia nervosa technical support paper. J. Am. Diet. Assoc., 88, p.69-71, 1998.

AMERICAN DIETETIC ASSOCIATION (ADA). Position of the American Dietetic Association: nutritional intervention in the treatment of anorexia nervosa, bulimia nervosa, and eating disorders not otherwise specified (EDNOS). J Am Diet Assoc 2001;101(7):810-9.

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION (APA). Diagnostic and statistical manual of mental disorders – DSM-IV. Washington DC: American Psychiatric Association; 1994. (p. 510).

AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION (APA) Work Group on Eating Disorders. Practice guidelines for the treatment of patients with eating disorders [revision]. Am J Psychiatry 2000;157:1-39.

AMIGO, V.L. Comorbidades Clínicas e Psiquiátricas. In: Nestor Schor editor. Guia de Transtornos alimentares e obesidade. Barueri, São Paulo. Manole, 2005.

AMORIM, S. T. S. P. De, Alimentação Infantil E O Marketing Da Indústria De Alimentos. Brasil, 1960-1988. Tese apresentada ao Curso de Pós-Graduação em História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, como requisito parcial à obtenção do título de Doutor em História. Curitiba. 2005.

APPOLINÁRIO JC & CLAUDINO AM,Transtornos alimentares. Rev Bras Psiquiatr 2000;22(Supl II):28-31

APPOLINARIO, J. C, SILVA JAZ. Farmacoterapia. In: Nunes MAA, Appolinario JC, Abuchaim ALG, Coutinho W. Transtornos alimentares e obesidade. Porto Alegre: Artes Médicas; 1998.

APPOLINÁRIO, J. C.; BACALTCBUK, J. Tratamento farmacológico dos transtornos alimentares. Rev. Bras. Psiquiatr, v. 24, supl. 3. São Paulo. Dez, 2002.

ARAÚJO, J. C. O que o meu aluno faz nesse tal de Orkut?Vida Educação. Fortaleza: Brasil Tropical, 3(9), 29-32. 2006.

ÁRIES, P. & DUBY, G. História da Vida Privada: da Primeira Guerra aos Dias Atuais. São Paulo: Companhia de Letras. 1992.

AZUMA Y. HENMI M. A study on the incidence of anorexianervosa in school girls. Japan: Annual Report on the Research Group into Eating Disorders;1982.p.30-4.

BACHELARD, G. A psicanálise do fogo. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BAKHTIN, M. Estética de la creación verbal. Buenos Aires: Siglo Veintiuno Argentina Editores,1985.

BARBERB. R., Jihad versus McWorld. New York: Times Books, 1995

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 2001.

BECKER, F. Educação e construção do conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2006.

BEECHER HK. The powerful placebo. JAMA. 1955;159(17):1602-6.

BEHAR R. Santa Rosa de Lima: un análisis psicosocial de la anorexia nerviosa. Rev Psiquiatr Chil. 1991;8:707-11, Chile

BELL RM. Holy anorexia. Chicago: University of Chicago Press; 1985.

BERLINGUER G., Ética da saúde. São Paulo: Hucitec, 1996

BOSI MLM, LUIZ RR, MORGADO CMC, COSTA MLS, CARVALHO RJ. Autopercepção da imagem corporal entre estudantes de nutrição no Rio de Janeiro. J Brasileiro Psiquiatria. 2006;(55)2:108-13.

BHADRINATH, B.R. Anorexia nervosa in adolescents of Asian extraction. Brit. J. Psychiat. V.156, no.4, p.565-8, 1990.

BRUCH H. Eating disorders: obesity, anorexia nervosa, and the person within. New York: Basic Books; 1973. p. 396.

BRUCH, H. Anorexia nervosa. In: ARIETI, S. (ed.) American handbook of psychiatry. 2a. Ed. Nova York, Basic Books, 1975. v.4. cap.32, p.787-809.

BUCHER, R. Drogas e drogadição no Brasil. Porto Alegre: Artes Médicas, 1992.

BUENO, W.C. Jornalismo científico no Brasil: compromissos de uma prática dependente. (Tese de doutorado apresentada à Escola de Comunicações e Artes da USP). São Paulo, 1984.

BULLOUGH, V. L. Bottle feeding: an amplification. Bull. Hist. Med., 1981.

BURMARK, L. Visual Literacy: Learn to See, See to Learn. Association for Supervision and Curriculum Development (ASCD). 2002.

BUSSE, S.R. & RIBEIRO, K.M.N. Anorexia nervosa ou doença celíaca?. Infanto Ver. Neuropsiq. Da Inf. E Adol., 9(2), p.55-7, 2001.

BYÉ, P. As tecnologias genéricas levam ao desaparecimento das técnicas agroalimentares de origem? In: MALUF, R. S.;WILKINSON, J. (Eds.). Reestruturação do sistema agroalimentar: questões metodológicas e de pesquisa. Rio de Janeiro: MAUAD, UFRRJ/CPDA, REDCAPA, 1999.

CAMPIGLIA, H. Psique e medicina tradicional chinesa. Roca. São Paulo, 2004.

CANDEIAS, N. M. F. Conceitos de educação e de promoção em Saúde: Mudanças individuais e mudanças organizacionais. Revista de Saúde Pública, 31:209-213. 1997.

CASH, T.F.; DEAGLE E.A. - The Nature and Extent of Body Image Disturbances in Anorexia Nervosa and Bulimia: a Meta-analisys. International Journal of Eating Disorders 22: 107-25, 1997.

CERESER, M et al. Transtornos Alimentares: Anorexia Nervosa e Bulimia. In: Saito, M A, Vargas da Silva, L E. Adolescência: Prevenção e Risco. São Paulo, Editora Atheneu, 2001.

CHANDRASEKAR, G. Design and implementation of easily maintained online community. School of computing. University of leeds (Dissertação de mestrado em sistemas multimídia distribuídos). Leeds, Reino Unido, 2004.

CHASSOT, A. Alfabetização científica: uma possibilidade para a inclusão social. Revista Brasileira de Educação, Jan-Abr, no.022, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, São Paulo, Brasil, 2003. pp. 89-100.

CHAUÍ, M. S. Convite à filosofia. 3ª.ed. São Paulo, Ática, 1995.

CHOCHIK, J. L. A resistência e o conformismo da mônada psicológica. Psicologia & Sociedade: Revista da Associação Brasileira de Psicologia Social – ABRAPSO. Vol. 13, no..2, p. 18-33, jul/dez 2001.

CHRISTOVÃO, H. T. The aging of the literature of biomedical sciences in developed and underdeveloped countries. 1983. Tese [Doutorado em Ciência da Informação) - Drexel University, Philadelphia, 1983.

_______; BRAGA, Gilda Maria. Ciência da informação e sociologia do conhecimento científico: a intertematicidade plural. Transinformação, v. 9, n. 3, p. 33 - 45, set./dez. 1997.

CID-10 - Classificação estatística internacional de doenças e problemas relacionados à saúde. 9 ed. rev. São Paulo: Ed. EDUSP, 2003.

COLLARES, C. L.; MOYSÉS, M. A. A. & GERALDI, J. W. Educação continuada: A política da descontinuidade. Educação & Sociedade, 1999. 20:202-219

CORACINI, M. J. R. F. A celebração do outro na constituição da identidade. Organon, vol.17, no.35. Porto Alegre: Instituto de Letras /UFRGS, 2003, p.142-156.

CÓRDAS TA, CLAUDINO AM. Transtornos alimentares: fundamentos históricos. Rev Bras de Psiquiatr, 24(supl. 3): 3-6, 2002.

DEBRA, P.M. Hypermedia structures and systems. (Web Course, Eidenhoven University of Technology), 1996.

DELEUZE, G. Conversações. São Paulo: 34 Ltda. 2004 (4a. reimpressão).

DEMPSEY DT, CROSBY LO, PERTSCHUK MJ, FREURER ID, BUZBY GP, MULLEN JL. Weight gain and nutritional efficacy in anorexia nervosa. Am J Clin Nutr 1984;39:236-42.

DENZIN N. K.; LINCOLN Y. S. (editors). Handbook of qualitative research. Thousand Oaks, Sage, 1994.

DOWNEY, H. K.; IRELAND R. D. Quantitative versus qualitative: the case of environmental assessment in organizational. In Administrative Sciense Quartely, vol. 24, no. 4, December 1979, pp. 630-637.

DUCHESNE, M.; ALMEIDA, P.E.M. Terapia cognitivo-comportamental dos transtornos alimentares. Rer. Bras. Psiquiatr., São Paulo, v.24, supl. 3, p.49-53, dez. 2002.

DUNKER, K. L. L.; PHILIPPI, S. T. Hábitos e comportamentos alimentares em adolescentes com sintomas de Anorexia Nervosa.Revista de Nutrição, Campinas, v. 16, n. 1, p.51-60, jan./dez. 2003.

FEYERABEND, P. Contra o método. Trad. Mortari, C. A. – São Paulo: Editora UNESP. 2007

FISCHLER, C. A McDonaldização dos costumes. In: FLANDRIN, J-L; FONTENELLE, I. A. O nome da marca. McDonald`s, fetichismo e cultura descartável. Rio de Janeiro: Boitempo, 2002.

FISCHER, M., GOLDEN, N.H., KATZMAN, D.K., KREIPE, R.E., REES, J., SHEBENDACH, J., SIGMAN, G., AMMERMAN, S., HOBEREMAN, H.M. Eating disorders in adolescents: a background paper. Journal of Adolescent Health Care, New York, v.16, n.6, p.420-437, 1995.

FOUCAULT M. Microfísica do Poder. 22ª ed. Rio de 8 Janeiro (RJ): Graal; 2006.

FOCAULT, M. A Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 7ª edição. 2007.

FOCAULT, M. Vigiar e punir: história da violência nas prisões. Rio de Janeiro:Vozes. 1977.

FREITAS, S. Transtornos Alimentares: Introdução, diagnóstico, epidemiologia e etiologia. In: BRASIL, M.A.A.; BOTEGA, N. J. (Org.) Programa de Educação Continuada ABP Brasil. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2004. v.1, p.196-204.

FREIRE, P. Extensão ou comunicação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1972.

FREIRE, P. Educação e Mudança. 24a Ed. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra. 2001.

FRIEDLAND, W. H. The new globalization: the case of fresh produce. In: BONANO, A.;ALLI, E. (Eds.). From Columbus to ConAgra: The Globalization and Agriculture and Food. Lawrence: University Press of Kansas, 1994.

FREUD, S. O mal-estar na civilização (1930). In: ______. Obras psicológicas completas. Rio de Janeiro: Imago, 1974. v. XXI, p. 73-171. Edição Standard Brasileira.

FURIÓ, C., VILVHES, A., GUISASOLA, J., ROMO, V., Finalidades de la enseñanza de las ciencias en la secundaria obligatoria. ¿Alfabetización científica o propedéutica? Enseñanza de las ciencias, 2001. v. 19, nº 3, p. 365-376.

GARCIA, R. W. D. A comida, a dieta, o gosto: mudanças na cultura alimentar urbana. 1999. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual de São Paulo, São Paulo.

_____. Praticas e comportamento alimentar no meio urbano: um estudo no centro da cidade de São Paulo. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 3, nº.13, jul.-set 1997.

GARVEY, W. D. Communication: the essence of science. London : Pergamon, 1979. p. ix

GHAZAL, N. et al. Prevalence of bulimia among secondary school students in Casablanca. Encephale, v. 27, p. 338-342, 2001.

GIDDENS, A. A vida em uma sociedade póstradicional. In: BECK, U; GIDDENS, A; LASH, S. Modernização reflexiva: política, tradição e estética na ordem social moderna. São Paulo: UNESP, 1997. p. 73-133.

GIORDANI, R. C. F.,  A auto-imagem corporal na anorexia nervosa: uma abordagem sociológica. Psicologia & Sociedade, Porto Alegre, v.18, n.2, p. 81-88, mai/ago. 2006.

GONZALES, Maria Iracema. A divulgação científica: uma visão de seu público leitor. 143 f. 1992. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - IBICT/UFRJ/ECO, Rio Janeiro, 1992. p. 19.

GONÇALVES, T.D.; BARBOSA, M.P.; ROSA, L.C.L DA; RODRIGUES, A.M. Comportamento anoréxico e percepção corporal em universitários. J Bras Psiquiatr. 2008;57(3):166-170.

GORGATI, S.B.; HOLCBERG, A.S.; OLIVEIRA, M.D. de. Abordagem psicodinâmica no tratamento dos transtornos alimentares. Rev. Bras. Psiquiatria v. 24. São Paulo. Dez, 2002.

GRANGER, G.-G. A ciência e as ciências. São Paulo. Editora da Univerdidade Estadual Paulista, 1994.

HABERMAS, T. - The Psychiatric History of Anorexia Nervosa and Bulimia Nervosa: Weight Concerns and Bulimic Symptoms in early case Reports. Int J Eat Disord 8: 259-73, 1989.

HALMI KA. Current concepts and definitions. In: Szmuckler, G. et al (eds) handbook of eating disorders. Chichester, Jhons Willey & sons, 1995.

HANSEN, W.J & HAAS, C. Reading and writing with computers: A framework for explaining differences in performance. CACM, 31, 1988, p.1080-1089.

HARDT, M. Sociedade mundial de controle. In: ALLIEZ, É. (org.). Gilles Deleuze: uma vida filosófica. São Paulo, Editora 34, 2000.

HARVEY, D. A condição pós-moderna. São Paulo, Loyola, 1992.  

HAY PJ. The epidemiology of eating disorder behaviours: an Australian community-based survey. Int J Eat Disord 1998;23:371-82.

HELMAN, C.G. Culture, helth and illness. 3a.ed. Oxford, Reino Unido, Butterworth-Heinemann, 1994.

HERNÁNDEZ CAÑADAS, P. L. Os periódicos: Ciência Hoje e Ciência e Cultura e a divulgação da ciência no Brasil. 190 f. 1987. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação) - IBICT/UFRJ/ECO, Rio de Janeiro, 1987. p. 25.

HERZOG, D.B.; NUSSBAUM, K.M. & MARMOR, A.K.- Comorbidity and Outcome in Eating Disorders. Pschiatr Clin Norh Am 19(4): 843-59, 1996.

HOEK HH, VAN HARTEN PN, VAN HOEKEN D, SUSSER E. Lack of relation between culture and anorexia nervosa: results of an incidence study on Curacao. N Engl J Med 1998;38:1231-2.

HORKHEIMER, M; ADORNO T. W. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Tradução de Guido Antonio de Almeida. Rio de Janeiro. Jorge Zahar editor. 1985.

HOWLETT, V. Visual Interface Design for Windowns. New York: John Wiley & Sons. 1996.

HURD, P., Science literacy: its meanings for american schools. Educational Leadership, 1958, 16, (52), p. 13-16.

JAFFÉ, W. G. La evolución de la alimentación humana. ArchLatinoam Nutr, 1981.

JAMESON, F. Posmodernismo ou a lógica cultural do capitalismo tardio. Novos Estudos CEBRAP, (12), 1985.

KAPLAN, A. S. Psychological treatments for anorexia nervosa: a review of published studies and promising new directions. Canadian Jounal of Psychiatry, Otawa, v.47, n.3, p.235-242, apr.2002.

KAYE WH, NAGATA T, WELTZIN TE, HSU LK, SOKOL MS, MCCONAHA C et al. Double-blind placebo-controlled administration of fluoxetine in restricting- and purging-type anorexia nervosa. Biol Psychiatry 2001;49:644-52

KEEL, P.K.; MITCHELL, J.E.; MILLER, K.B.; DAVIS, T.L. & CROW, S.J.- Long-term Outcome of Bulimia Nervosa. Arch Gen Psychiatry 56(1): 63-9, 1999.

KLEIN, M. O Sentimento de Solidão: nosso mundo adulto e outros ensaios. Rio de Janeiro: Imago. 1971.

KURTH C et al. The severity of dieting and bingeing behaviours in college women: Interview validation of survey data. Journal of PsychiatricResearch, 1995. 29(3):211-225.

LACEY JH, CRISP AH. Hunger, food intake and weight: the impact of clomipramine on refeeding anorexia nervosa population. Postgrad Med J 1980;56(Suppl 1):79-85.

LAKATOS, I. O falseamento e a metodologia dos programas de pesquisa científica. In: LAKATOS, I. & MUSGRAVE, A. (orgs.). A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo: Cultrix, editora da Universidade de São Paulo, 1979, p. 109-237.

LANDMANN, J. Medicina não é saúde: as verdadeiras causas da doença e da morte. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1983.

LASCH, C. R. O mínimo eu: sobrevivência psíquica em tempos difíceis. São Paulo: Brasiliense, 1986.

LASK, B.; FOSSON, A.; ROLFE, U.; THOMAS, S. Zinc deficiency and childhoodonset anorexia nervosa. J. Clin. Psychiat. V.54, no.2, p.63. 1993.

LAVERACK, G. An identification and interpretation of the organizational aspects of community empowerment. Community Development Journal, 36:134-146. 2001.

LEE, Y. H. et al. Epidemiology of eating disordered symptoms in the Korean general population using a Korean version of the Eatting Attitudes Test. Eat. Weight Disord. v. 3, p. 153-161, 1998.

LE MONDE. Idéias contemporâneas (entrevistas diversas). São Paulo: Ática, 1989.

LEVENSTEIN, H. Revolution at the Table: Transformation of the American Diet: Oxford University Press.1988

_____. _____. A Dietética contra gastronomia: tradições culinárias, santidade e saúde nos modelos de vida americanos. In: FLANDRIN, J.-L.;MONTANARI, M. (Eds.). História da Alimentação. São Paulo: Estação Liberdade, 1998.

LEVENSTEIN, H. Paradox of Plenty: Social History of Eating in Modern América: Oxford University Press. 1993.

LÉVI-STRAUSS,C. O Pensamento Selvagem. Campinas,SP: Papirus, 1989.

LINDERMANN, H. Os sistemas do futuro e seus aspectos ergonômicos. In: Boletim Dc. Porto Alegre vol. 4, n. 1, 1983, p. 14-18

LOBATO, Z.M. e MONDONI, S.M., Bases nutricionais na anorexia e bulimia nervosas.  In: BUSSE, S. de B. (organizador),Anorexia, Bulimia e Obesidade, Manole, Barueri, SP, 2004.

LUCKESI, C. C. Filosofia da Educação. São Paulo: Cortez Editora. 1994.

MAGALHÃES, V. C; GULNAR, A.; MENDONÇA, S. Transtornos alimentares em universitárias: estudo de confiabilidade da versão brasileira de questionários autopreenchíveis. Rev. Bras. Epidemiol. v. 8, n. 3, p. 236-245, 2005.

MAHAN LK, STUMP SE. Nutrição na adolescência. In: Mahan KL, Escott-Stump S, editores. Krause - Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 9a ed. São Paulo: Roca; 1998. p. 279-283.

MARCASON, W. - Nutrition therapy and eating disorders: what is the correct calorie level for clients with anorexia? J Am Diet Assoc 102: 644, 2002.

MARIANI, B. O PCB e a imprensa: os comunistas no imaginário dos jornais (1922-1989). Rio de Janeiro: Revan; Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1998.

MARQUES, M. B. Discursos médicos sobre seres frágeis. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2000.

MARTINS,  J., BICUDO, M.A.V. A pesquisa qualitativa em Psicologia: fundamentos e recursos básicos. São Paulo: Educ/Moraes, 1989.    

MATARAZZO, E.B. Anorexia nervosa: aspectos clínicos e terapêuticos.  Ver. Psiquiat.Clin. v.15/19, p.30-5, 1992, Especial.

MATURANA, H. e VARELA, F. A árvore do conhecimento: as bases biológicas da compreennsão humana. Trad. Humberto Mariotti e Lia Diskin – São Paulo: Palas Athenas, 2004. 4ª. Ed.

MAYER, R. E., & ANDERSON, R. B.. Animations need narrations: An experimental test of a dual-coding hypothesis. Journal of Educational Psychology, 1991. 83(4), 484-490.

MELO, P. H.F., Uma perspectiva semiótico-interacional da emergência e manutenção de redes sociais na Internet. Centro de Filosofia e Ciências Humanas – Universidade Federal de Pernambuco (CFCH/UFPE). Dissertação de Mestrado. Recife, 2007.

MENESES, j. El caso de Orkut.com: uma reflexión sobre la exploración de nuevos caminos para la sociabilidad online en la tradición des estudio de las comunidades virtuales. II° Congresso Internacional on-line do observatório para a cibersociedade, 2004.

MINAYO, M.C.S. e SANCHES, O. Quantitativo-Qualitativo: oposição ou complementaridade. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro, 1993, v.9, n.3, pp.239-262.

MINAYO, M.C., (org.). Os Muitos Brasis: Saúde e população na década de 80. São Paulo-Rio de Janeiro: Hucitec. 1995.

MINTZ, S. W. Comida e Antropologia. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v.47, nº. 16, 2001.

MITCHELL, D. O., INGCO, M. D. e DUNCAN, R. C. The world food outlook.Cambridge, Cambridge University Press, 1997.

MORGAN CM, VECCHIATTI IR, NEGRÃO AB. Etiologia dos transtornos alimentares: aspectos biológicos, psicológicos e sócio-culturais. Rev Bras Psiquiatr. 2002;24(Suppl 3):18-23

MUELLER, S. P. M. A Ciência, o Sistema de Comunicação Científica e a Literatura Científica. in Campello, B. S., Cendón, B. V. & Kremer, J. M. (eds.) (2000) Fontes de Informação para Pesquisadores e Profissionais. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2000. pp. 21-35.

NABUCO DE ABREU, C.; CANGELLI FILHO, Anorexia nervosa e bulimia nervosa – abordagem cognitivo-construtivista de psicoterapia, R. Rev. Psiq. Clin. 31 (4); 177-183, 2004.

NELSON, T. Literary machines. Swathmore, PA : Self-published, 1981.

NODIN, N. A depressão nas perturbações da alimentação. Análise Psicológica. 4 (XVII), 1999, p. 687-694

NUNES, M.A.A. et al. Prognóstico dos Transtornos Alimentares. In: Nunes, M.A.A. et al. Transtornos Alimentares e Obesidade. Porto Alegre: Artmed, 1998.

OHZEKI T, HANAKI K, MOTOZUMI H, ISHITANI N, MATSUDA-OHTAHARA H, SUNAGUCHI M, et al. Prevalence of obesity, leanness and anorexia nervosa in Japanese boys and girls aged 12-14 years. Annals of Nutrition and Metabolism 1990;34:208-12.

PARIZOTTO, R. Guia de estilo para informação em Ciência e Tecnologia via web. UFSC. 1997. Disponível em http://www.labiutil.inf.ufsc.br/estilo/Guia.htm (consultado em Junho 2003). Pour, Mehdi. Web-based Instructional Learning. IRM Press. London. 2002.

PATEL SM, STASON WB, LEGEDZA A, OCK SM, KAPTCHUK TJ, CONBOY L, et al. The placebo effect in irritable bowel syndrome trials: a metaanalysis. Neurogastroenterol Motil. 2005;17(3):332-40.

PÉCHEUX, M. Sob o pseudônimo de Thomas Herbet. Observações para uma teoria geral das ideologias. Trad. Brasileira de Carolina M. R. Zuccolillo; Eni P. Orlandi e José H. Nunes. RUA, no.1, Campinas, 1995, p.63-89.

PEREIRA, I. M. T. B.; PENTEADO, R. Z.; MARCELO, V. C., Promoção da saúde e educação em saúde: uma parceria saudável. In: O mundo da saúde. N. 24 (1), 2000, p.39-44.

PINHEIRO, L. V. R. (2002) Impactos das Redes Eletrônicas na Comunicação Científica e Novos Territórios Cognitivos para Práticas Coletivas, Interativas e Interdisciplinares. Rio de Janeiro, IBICT. Relatório Final do Projeto Integrado de Pesquisa: julho 2000 a julho 2002.

PINZON V, NOGUEIRA FC. Epidemiologia, curso e evolução dos transtornos. Rev Psiquiatria Clinica 2004;(31)4:158-60.

POLHEMUS, T. (ed.) Social aspects of the human body. Inglaterra. Penguin Books. 1978. P.21

POZO, J. I.. Aprendizes e Mestres: a nova cultura da aprendizagem. Porto Alegre: Artes médicas, 2002.

PROCÓPIO, A. O Brasil no mundo das drogas.Petrópolis: Vozes, 1999.

RAMSAY R, WARD A, TREASURE J, RUSSELL GFM. Compulsory treatment

in anorexia nervosa: short-term benefits and long-term mortality. Br J Psychiat 1999;175;147-53.

RATNASURIYA, R.H; EISLER, L.; SZMUKLER, G.I.; RUSSEL, G.F.M. Anorexia nervosa: outcome and prognostic factor after 20 years. Brit. J. Psychiat. V.158, no.4, p.495. 1991.

REA, M. F. As políticas de alimentação infantil e a prática de amamentar: o caso de São Paulo. Tese de Doutorado, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, 1989, São Paulo: Rev. Saúde Pública, 1990.

REGO, M.G. da S., A psicodinâmica em anoréxicas gêmeas monozigóticas. In: BUSSE, S. de B. (organizador), Anorexia, Bulimia e Obesidade, Manole, Barueri, SP, 2004.

RIBEIRO, K.M.N., Genética e transtornos alimentares. In: BUSSE, S. de B. (organizador), Anorexia, Bulimia e Obesidade, Manole, Barueri, SP, 2004.

RIBEIRO, RPP; SANTOS, PCM DOS;  SANTOS JE DOS, Distúrbios Da Conduta Alimentar: Anorexia E Bulimia Nervosas; Medicina, Ribeirão Preto, Simpósio: NUTRIÇÃO CLÍNICA, 31: 45-53, jan./mar. 1998 Capítulo IV, (P.51)

ROCK CL, Curran-Celentano J. Nutritional management of eating disorders. Psych Clin North Am 1996;19(4):701-13.

ROSS, J. Sistema de órgãos e vísceras da medicina tradicional chinesa. Roca, São Paulo, 2ª.ed. 1994.

RUBEINSTEIN, R., & HERSH, H.M.The human factor: designing computer systems for people. New York: Digital Press, 1984.

RUSSELL GFM. Involuntary treatment in anorexia nervosa. Psychiat Clin North Am 2001;24(2):337-49.

SANTOS, M. E. V. M. dos. Mudança conceptual na sala de aula: um desafio pedagógico. Lisboa: Livros Horizonte Ltda, 1991.

SAPOZNIK, A; ABUSSAMRA, E. V.; AMIGO, V. L. Bulimia nervosa: manifestações clínicas, curso e prognóstico. In: ZANELLA, M. T.; LAUDINO, A. M. (Ed.). Guia de transtornos alimentares e obesidade. São Paulo: Manole, 2005. p. 49-57.

SANTOS, L. A. R. dos. Psicanálise e educação: um olhar sobre a criança-consumidora e a escola nos dias atuais. Pulsional Revista de Psicanálise, v. 15, n. 155, p. 74-76, mar. 2002.

SCHNEIDER, M. Neurose e classes sociais: uma síntese freudiana-marxista. Rio de Janeiro: J. Zahar, 1977.

SHISSLAK CM, CRAGO M, ESTES LS. The spectrum of eating disturbances. International Journal of Eating Disorders, 1995. 18:209-219.

SIFONTES MZM, DEHOLLAIN PL. Efecto de los medios de comunicacion social el la aquisición de alimentos a nivel familiar. Arch Latinoam Nutr, 1986.

SILVA, R. M. G. & FERNADEZ, M. A. Recursos informáticos projetados para o ensino de ciências: bases epistemológicas implicadas na construção e desenvolvimento de objetos de aprendizagem. Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. In PRATA, C. L. & NASCIMENTO, A. C A. de A. (org.) Objetos de aprendizagem: uma proposta de recurso pedagógico: Brasília : MEC, SEED, 2007. p.29.

SOBREIRA, C. D. B. Relação entre percepção auto-referida da imagem corporal de estudantes universitários da área de saúde e desenvolvimento da identidade corporal. Caderno de Saúde — Vol.1 - No 2 - 2o semestre de 2006

SODRÉ, M. A Máquina de Narciso-televisão, indivíduo e poder no Brasil. São Paulo: Editora Cortez. 1990.

SPINK, M. J., (org.) 2000. Práticas Discursivas e Produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. São Paulo: Cortez, 2ª. ed.

STEINBERG, D. Basic adolescent psychiatry. Oxford, Blackwell Scientific, 1987.

SWIENTEK, B. Top 100 food companies world wide part 2: USA, Asia, Latin America. Food Engineering & Ingredients, December. 2000.

SZMRECSÁNYI, T.;ALVAREZ, V. M. P. The search for a perfect substitute: Technological and economic trajectories of synthetic sweeteners, from saccharin to aspartame (C. 1880-1980). DPCT/IG/UNICAMP. Campinas-SP. 1999. (Texto para Discussão n. 28).

TAVARES, M.C.G.C. Imagem corporal, conceito e desenvolvimento. São Paulo: Manole. 2003.

TEIXEIRA, M., Placebo, um mal-estar para a medicina: notícias recentes, Rev. Latinoam. Psicopat. Fund., São Paulo, v. 11, n. 4, p. 653-660, dezembro 2008

THEANDER S. Research on outcome and prognosis of anorexia nervosa and some results from a Swedish long term study. Int J Eat Dis 2: 167-174, 1983.

TILBURT, J.; EMANUEL, E.; KAPTCHUK, T.; CURLIN, F.; MILLER, F. Prescribing ‘placebo treatments’: results of national survey of US internists and rheumatologists. BMJ. 2008

VAISMAN N, ROSSI MF, COREY M, CLARKE R, GOLDBERG E, PENCHARZ PB. Effect of refeeding on the energy metabolism of adolescent girls who have anorexia nervosa. European J Clin Nutr 1991;45:527-37.

VANDEREYCKEN W, PIERLOOT R. Pimozide combined with behavior therapy in the short term treatment of anorexia nervosa.Acta Psychiatr Scand 1982;66:445-50.

VEEN, W.; VRAKKING, B. Homo Zappiens: Educando na era digital. Porto Alegre: Artmed, 2009.

VIERTLER, R.B. A beleza do corpo entre os índios brasileiros. In: QUEIROZ, R. (org.) O corpo do brasileiro: estudos de estética e beleza. São Paulo. Senac. 2000.

VILELA J.E.M.; LAMOUNIER, J..A.; DELLARETTI FILHO, M.A.; BARROS NETO, J.R.; HORTA , G.M. Transtornos alimentares em escolares.Jornal de Pediatria - Vol. 80, Nº1, 2004.

YUNXIANG, Y.  McDonald’s in Beijing: the localization of Americana. in WATSON, James L. (org.), Golden Arches East. Stanford, Stanford University Press, 1997.

WALSH BT, KAPLAN AS, ATTIA E, OLMSTED M, PARIDES M, CARTER JC, PIKE KM, DEVLIN MJ, WOODSIDE B, ROBERTO CA, ROCKERT W: Fluoxetine after weight restoration in anorexia nervosa: a randomized controlled trial.  JAMA  2006;295: 2605-12

WEINBERG C. Avaliação crítica da evolução histórica do conceito de anorexia nervosa [dissertação]. São Paulo: FMUSP; 2004.

WEINBERG, C.; CORDÁS, T.; MUNOZ, P. A. Santa Rosa de Lima: uma santa anoréxica na América Latina? Revista de Psiquiatria Clínica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, v. 27, n. 1, p. 51-56, jan./abr. 2005.

WEIZMAN A, TYANO S, WIJSENBEEK H, BEN DAVID M. Behavior therapy, pimozide treatment and prolactin secretion in anorexia nervosa. Psychother Psychosom 1985;43:136-40

WLODARCZYC-BISAGA, K.; DOLAN, B. A two-stage epidemiological study of abnormal eating attitudes and their prospective risk factors in polish schoolgirls. Psychol. Med. v. 26, p. 1021-1032, 1996.

WOOD, E. M. A origem do capitalismo. Rio, Jorge Zahar. 2001.

ZHU AJ, WALSH BT. Pharmacologic treatment of eating disorders. Can J Psychiatry 2002;47(3):227-34.

 

 

REFERÊNCIAS ELETRÔNICAS

 

ANDRADE, C.D. de. A Bruxa. Disponível em

 http://www.memoriaviva.com.br/drummond/poema021.htm. Acesso em: 18/04/2010.

BETTIO, R. W. de; MARTINS, A. Objetos de aprendizado: um novo modelo direcionado ao ensino a distância. Publicado em 17/12/2004. Disponível em: <http://www.universia.com.br/materia/materia.jsp?id=5938>. Acesso em: 20/05/2006.

BRANCO, A. Disponível em

<http://www.vegetarianismo.com.br/sitio/index.php?option=com_content&task=view&id=1632&Itemid=117 >  acessado em 10/06/2007.

CHASSOT, A. Disponível em:

<http://www.ihuonline.unisinos.br/index.php?option=com_eventos&Itemid=26&task=evento&id=53&id_edicao=225>,. Acessado na quarta-feira, 23h, 13 de janeiro de 2010.

CNS (Conselho Nacional de Saúde). 2000. 11a Conferência Nacional de Saúde: Efetivando o SUS: Acesso, Qualidade e Humanização na atenção à Saúde, com Controle Social – Relatório Final. Disponível em

<http://www.datasus.gov.br/cns/11Conferencia/relatorio/POLITICAS%20DE%20INFORMACAO.htm>. Acessado em 21 de janeiro de 2010. 14h.

DIÁRIO DIGITAL, disponível em

 <http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=181&id_news=445522>. Acessado em 17 de abril de 2010. 15h.

FERNANDEZ-ARMESTO, F. Novos hábitos alimentares – ruínas do microondas, publicada na Revista A COMIDA FALA:Redescoberta da mesa em tempos de fast food, p.20. 2005. Disponível em

<www.unisinos.br/ihuonline/uploads/edicoes/1158350228.31word.doc> acessado em 01/12/2006 às 9h.

IBOPE Nielsen Online, publicado em 21/08/2009, Disponível em <http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=6&proj=Portal

IBOPE&pub=T&db=caldb&comp=pesquisa_leitura&nivel=null&docid=62A33B253477B58783257619004BD15C> . Acessado em 23 de janeiro de 2010a, 13h.

IBOPE Nielsen Online, publicado em 30/10/2009, Disponível em <http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=6&proj=Portal

IBOPE&pub=T&db=caldb&comp=pesquisa_leitura&nivel=null&docid=28C2ECE5CBF31A318325765F0045A821> Acessado em 23 de janeiro de 2010b, 13h.

IBOPE Nielsen Online, publicado em 2008, Disponível em <http://www.ibope.com.br/calandraWeb/servlet/CalandraRedirect?temp=6&proj=PortalIBOPE&pub=T&db=caldb&comp=pesquisa_leitura&nivel=null&docid=5A421351A985B2F08325750C00437BFC> . Acessado em 23 de janeiro de 2010c, 13h.

INVERTIA. disponível em <http://br.invertia.com/noticias/noticia.aspx?idNoticia=200601040911_INV_28926215&idtel=> Acesso em: 4 de jan. de 2006.

Capitalismo: miséria da abundância e abundância da miséria. 2001. Disponível em <http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2001/11/10187.shtml>

MACEDO, V. publicado em 2008 por Catho Notícias, disponível em

<http://www.cathonoticias.com.br/leia.php?story_id=17381>. Acessado em 17 de abril de 2010, às 16h.

MENASCHE, R. e SCHMITZ, L.C. Agricultores de origem alemã, trabalho e vida: saberes e práticas em mudança em uma comunidade rural gaúcha. 2006. Disponível em <www.alasru.org/cdalasru2006/18%20GT%20Renata%20Menasche,%20Leila%20Claudete%20Schmitz.pdf>Acessado em 25 de agosto de 2007 às 13:20h.

GLOBO.COM, disponível em:

<http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL47979-5598,00-JOVEM+COM+ANOREXIA+COME+CHOCOLATE+NO+HOSPITAL.html>. Acesso em: 06 de jun. de 2007, às 17h50.

ORKUT. Disponível em <http://www.orkut.com.br/Main#About?page=keep> . Acessado em 23 de janeiro de 2010a, 21h.

ORKUT. Disponível em <http://www.google.com/accounts/TOS?hl=pt-BR> . Acessado em 23 de janeiro de 2010b, 20h.

ORKUT. Disponível em < http://www.google.com/support/forum/p/orkut?hl=pt-BR> . Acessado em 22 de abril de 2010, 15h.

RIVED. Rede Interativa Virtual de Educação. Disponível em: <http://pt.shvoong.com/humanities/1656618-rived-rede-interativa-virtual-educa%C3%A7%C3%A3o/>. Acesso em: 26 de janeiro de 2010, 20h.

SAITO, J.T.; FAGUNDES-NETO, U. Anorexia Nervosa. The Electronic Journal of Pediatric, Gastroenterology, Nutrition and Liver Diseases, São Paulo, v.8, n.3, set. 2004. Disponível em: <http://www.e-gastroped.com.br/set04/anorexianervosa.htm>. Acesso em 13 nov. 2006.

WILEY, D. (2000) The instructional use of learning objects. On-line version.

Disponível em: <http://reusability.org/read/>. 2000. Acesso em: 20/02/2007.

WOORTMANN,  K. O significado do alimento na família camponesa.  Publicado na Revista A COMIDA FALA:Redescoberta da mesa em tempos de fast food, P.12,Disponível em <www.unisinos.br/ihuonline/uploads/edicoes/1158350228.31word.doc> acessado em 7 de novembro de 2005.